Vereador demonstra situações dos alunos no transporte escolar em Mozarlândia

Nas imagens postadas em seu página no facebook pelo vereador Ronaldo Baffuto e possível ver o estado e condições de transporte dos alunos da zona rural de Mozarlândia.

Em seu comentário na página ele cita principalmente a superlotação do ônibus que infringe a lei a Lei número 9.503 do Código de Trânsito Brasileiro especifica a proibição do transporte de passageiros em excesso.

Foto: Divulgação Facebook – Ronaldo Baffuto

Motoqueiro morre após colidir em um caminhão em Mozarlândia

Um homem morreu após colidir em um caminhão que está parado na rua na madrugada deste domingo (20).

O acidente aconteceu próximo ao hotel Santa Mônica na saída da cidade.

O homem era conhecido por Maranhão e trabalha de moto taxista na cidade.

Segundo informações a polícia esteve no local e constatou que o acidente foi devido à direção perigosa que o condutor da moto realizava.

Vídeos com dizeres impróprios de pessoas de Mozarlândia gera revolta.

Estão circulando vídeos em diversos grupos de whatsapp com fotos de pessoas que supostamente tenham sido traído ou usado algum tipo de drogas. Segundo informações, no inicio de uns dos vídeo está descrito a frase “Agora as talaricas de Mozarlândia” e na sequencia fotos de diversas meninas.

Segundo informações, foi criando um grupo restrito para divulgação desses vídeos, onde consequentemente o seu compartilhamento pelos os integrantes.

Discriminação ou Difamação compartilhadas dessa forma, podem render indenização e ter que responder na esfera cível e criminal.


Menores são presos em Araguapaz por intenção de crime de homicídio

A Polícia Civil de Araguapaz cumpriu no nesta sexta feira (14/12/18), dois mandados de internação provisória dos menores RMMD, 16, e ROC, 14, pela prática de ato infracional análogo ao crime de homicídio qualificado.

Os menores mataram covardemente por motivos banais a vítima RAFAEL LUCAS DA SILVA, 23, que tinha problemas mental. O crime aconteceu no dia 23/10/2018.

Foto e informações via whatsapp

Mozarlândia é alvo de investigação na Operação Meu Zeloso Guardador

51 mandados de busca e apreensão em mais de 15 cidades goianas, foi o alvo da operação em combate à pornografia infantil da Polícia Civil desta terça-feira 09 de outubro de 2018 sob coordenação da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Cibernéticos. O objetivo da operação foi de combater a disseminação de conteúdo pornográfico infantil na internet.

Dentre as cidades está Mozarlândia, Aruanã, Goiânia, Aparecida de Goiânia, Anápolis, Bela Vista, Senador Canedo, Trindade, Inhumas, Pirenópolis, Caturaí, Itumbiara, Planaltina de Goiás, Rio Verde, Cidade de Goiás e Jataí.

Na operação contou com o auxilio de mais 280 policiais civis. Os mandados foram expedidos pela Justiça Criminal de Goiânia após o deferimento da delegada Sabrina Leles após quatro meses de investigação com mais de 100 mil arquivos.

Servidora filha de ex prefeito de Mozarlândia que não cumpriu carga horária deve devolver valor das gratificações

A denúnica foi apresentada pelo Ministério Público do Estado de Goiás (MPGO), onde Reneudes Rodrigues deverá devolver cerca de 72,8mil e ainda pagar um multa cível de 145,6 mil. A decisão da juíza Marianna de Queiroz Gomes, da comarca de Mozarlândia, condenou a servidora efetiva por improbidade administrativa, por não cumprir carga horária.

A servidora também foi condenada penalmente em um outro processo, bem como a secretária municipal  Dalilla Catherinne Matos Batista, que validou as folhas de ponto.

Na sentença também, Reneudes perdeu a função pública, teve os direitos políticos suspensos por oito anos e ficou proibida de ser contrata com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, ainda que por intermédio de pessoa jurídica da qual seja sócio majoritário, também pelo prazo de oito anos. Veja sentença civil.

Ação Penal

Da ação penal, ambas as servidores foram condenadas, sendo Reneudes pelo crime de falsidade ideológica e Dalilla Catherinne Matos Batista que era secretária municipal de saúde, pelo crime de falsidade ideológica e prevaricação, a três anos, 10 meses e 20 dias de reclusão e 08 meses e 19 dias de detenção, além do pagamento de 113 dias-multa.

Dalilla, que era chefe imediata de Reneudes, tendo conhecimento que a mesma não exercia a carga horária complementar, validou o controle de frequência de Reneudes, encobrindo assim as ausências ilegais e injustificadas desta, conforme ponderou a magistrada.  “O mínimo que se exige para assumir uma função tão importante são conhecimentos básicos do cargo, tais como, o dever de fiscalizar a carga horária do servidor antes de validar a ficha frequência”, destacou. Veja sentença penal.

Fonte: (Centro de Comunicação Social do TJGO)

Facebook
Facebook
Google+
http://agitamozar.net/author/agitamoz
Instagram
Whatsapp
www.000webhost.com