O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, foi obrigado nesta quarta-feira a suspender uma visita surpresa à Zona Desmilitarizada que divide a península da Coreia devido ao mau tempo. A Casa Branca havia informado antes da viagem que o presidente não visitaria a área, mas Trump deixou seu hotel em Seul de manhã cedo e embarcou em um helicóptero na base militar de Yongsan.

A visita à Zona Desmilitarizada – onde os soldados de Seul e Pyongyang ficam separados por uma faixa de segurança marcada por blocos de concreto – é habitual na agenda dos presidentes americanos que viajam ao país.  Os jornalistas que acompanham o presidente foram convocados na manhã desta quarta-feira pela secretária de imprensa, Sarah Huckabee Sanders, que lhes disse: “vamos até aqui”, mostrando um papel com a inscrição “DMZ”.

O helicóptero de Trump, o Marine One, decolou de Yongsan mas teve que regressar devido ao tempo ruim. O presidente ainda aguardou durante quase uma hora a melhora do tempo, mas foi obrigado a cancelar a visita. Sanders informou que o presidente sul-coreano, Moon Jae-In, pretendia se encontrar com Trump na Zona Desmilitarizada, no que seria um “momento histórico”, já que nunca os líderes dos dois países realizaram tal visita juntos. “O esforço mostra a fortaleza e a importância da aliança entre nossos países”, destacou Sanders.

Fonte: R7