Lixo toma conta das margens do córrego Barreirinho em Mozarlândia.

Quem vai para zona rural no sentido do logo Municipal de Mozarlândia, se assusta com o volume de lixos espalhados a margens do manancial do córrego Barreirinho. São pneus, restos mortais de animais, papelão, plásticos, tambores e restos de materiais de construção. Isso demonstra a falta de fiscalização e de respeito dos poderes legislativo e executivo em relação ao meio ambiente, onde apenas uma das poucas ações que estão sendo realizadas e o chamado projeto ser natureza, criado e coordenado pelo Ministério Público, que tem as participações do poder legislativo, executivo, empresas privadas e órgão...

Read More