Pressão, não! Preocupação. Este foi o discurso do presidente do Grêmio, Romildo Bolzan, após a derrota para o Cruzeiro, na noite deste sábado, na Arena. Ele minimizou o resultado – que poderá fazer com que o Tricolor termine a rodada na lanterna do Gauchão – pedindo foco na final da Recopa, contra o Independiente, a partir do dia 14.

“São duas situações aqui. A recuperação (no Gauchão) não aconteceu, mas virá. A segunda é o apronte para o jogo contra o Independiente. Isso é mais importante e premente. Depois vem o desafio da classificação no Gauchão”, argumentou. “Acho que nós temos condições de nos classificar.”

O dirigente reconheceu, porém, que a nova derrota do Grêmio fará com que o grupo se “atropele”, devido à Recopa e ao início da fase de grupos, ainda em fevereiro. Porém, descartou movimentos drásticos no vestiário: “Para o planejamento do clube, altera absolutamente nada. Mas claro que gera preocupação não somar pontos”.

Com apenas um ponto ganho em cinco jogos, o Grêmio volta a campo contra o Brasil de Pelotas, na próxima quarta-feira, na Arena. Pela Recopa, os jogos do Tricolor serão dia 14, em Buenos Aires, e dia 21, em Porto Alegre.

Fonte: R7