A greve se início na capital Goiânia na rede municipal, já dura mais de 30 dias e na rede estadual teve início ontem (13/05/2015), nessa semana os professores chegaram a paralisar uma das rodovias federais, onde reivindicam o pagamento dos pisos dos professores e o recebimento dentro do mês trabalhado, além da realização de novos concursos públicos.

Em Mozarlândia a população se deparou hoje (14/05/2015) pela manhã ao tentar deixar seus filhos nas escolas, onde encontraram simplesmente os portões trancados. Muitos pais indignados queixaram de que não tem onde deixar os filhos devido ao trabalho, além da grande perca em relação ao período letivo.

Segundo informações de pais de alunos, alguns professores disseram que não haveria aula hoje e manhã e se caso não tenha um acordo nesse período, a greve ira se efetivar por tempo indeterminado.

Em nota, a Secretaria de Estado de Educação, Cultura e Esporte (Seduce) informou que o governo “sempre valorizou os servidores e mantém o diálogo aberto”. O órgão afirma também que o reajuste do piso salarial dos professores será pago no mês de agosto. Atualmente, o valor do piso é R$ 2.570,08.