O fazendeiro Ogier de Oliveira Lobo Filho, de 56 anos, foi preso nesta terça-feira (8) suspeito de mandar matar o próprio primo, o também fazendeiro Rogério de Jesus Logo, de 58, em Itapuranga à 175 km da capital. Rogério era casado com a Odontóloga Dra. Viviane, filha de um ex-banqueiro que morou por anos em Mozarlândia.

Segundo as investigações, o crime foi praticado pela disputa das terras em Cocalinho onde ambos eram sócios. O suspeito de praticar o homicídio, Márcio Teixeira Freitas, de 55 anos, se suicidou em setembro deste ano, após também matar a esposa em um motel, onde eles estavam.

Nas investigações à polícia descobriu que o suspeito havia usado uma pistola calibre 380, também com silenciador, para matar a si e a esposa. No confronto microbalístico solicitado, ficou comprovado que as balas que atingiram Rogério saíram da arma encontrada com Márcio.

Ogier foi preso ao sair da casa de um amigo, no Setor Jardim América, em Goiânia e deve ser indiciado por homicídio qualificado, por emboscada e motivo fútil. Se condenado, pode pegar uma pena de 12 a 30 anos.

Matéria Anterior – Fazendeiro de Aruanã é morto à tiros.

Fonte (foto): g1.globo.com/goias