A Polícia Civil de Mozarlândia, no noroeste goiano, prendeu, no dia 21 de agosto, Arlete Souza Rocha, de 39 anos. Ela é suspeita de praticar o crime de estupro de vulnerável contra uma criança de apenas quatro anos de idade, filha de uma amiga.

De acordo com as investigações, Arlete tinha o costume de dormir na casa da menina, onde aconteceu o crime, em junho passado. Depois da violência, a suspeita fugiu para destino incerto. Segundo o delegado Arthur Curado Fleury, a mãe procurou a delegacia depois de notar sangue da criança em uma almofada.


A prática de atos libidinosos foi confirmada pela criança, que teve rompimento de hímen comprovado por exames médicos. Após expedição de mandado de prisão temporária, a suspeita foi presa em Aruanã, menos de 100 quilômetros de distância de Mozarlândia. Ela nega o fato, mas não resistiu à ação policial.

A diligência da Polícia Civil de Mozarlândia/Araguapaz teve o apoio da Delegacia de Aruanã. O delegado Fleury parabeniza a atuação dos policiais civis Alex Sandro Mendes, Allyson Lula, Gilmar Santana, Karla Pacheco, Flamarion Marques e José Dias.

Texto: Assessoria de Imprensa da Polícia Civil
Foto: Polícia Civil / Mozarlândia