O 1º Tribunal do Júri absolveu no final da noite desta sexta-feira (20) o policial militar Anderson Willians da Silva, que era acusado de executar a tiros o ex-secretário de governo do Guarujá, Ricardo Augusto Joaquim de Oliveira. O assassinato aconteceu em março de 2012 no litoral paulista. O julgamento foi realizado no Fórum da Barra Funda, na zona oeste da capital.

De acordo com a denúncia, Ricardo Joaquim foi assassinado enquanto participava de uma reunião política. O crime teria sido praticado a mando de dois empresários, após o ex-secretário descumprir um acordo que previa a anistia das dívidas de IPTU de um terreno.

Segundo o Tribunal de Justiça de São Paulo, o policial militar também foi absolvido da acusação de tentativa de homicídio, pois outro político que participava da reunião no dia em que Ricardo Joaquim foi morto ficou ferido após ser atingido por um dos tiros.

Além dos dois empresários, outro policial militar é acusado de participação na execução do ex-secretário do Guarujá. De acordo com o TJ, o processo foi desmembrado e eles serão julgados em data ainda não designada.

Assista abaixo à matéria veiculada pela Record News na época do assassinato do ex-secretário de governo do Guarujá:

 

Fonte: R7