Um total de 10.639 crianças de 137 creches de Goiás serão beneficiadas pela Estratégia de Fortificação da Alimentação Infantil com Micronutrientes em Pó – NutriSUS lançada pelo Ministério da Saúde. A estratégia tem o objetivo de prevenir a anemia e controlar as carências nutricionais na primeira infância.

No Brasil, estima-se que uma em cada cinco crianças menores de cinco anos apresentem anemia, sendo mais frequente em menores de dois anos. A expectativa é que a suplementação alimentar reduza este índice. De acordo com o Estudo Nacional de Fortificação da Alimentação Complementar (ENFAC), realizado pelo Ministério em parceria com a USP, a suplementação reduz em 38% os casos de anemia e em 20% a deficiência de ferro após o uso do sachê em pó. A participação no programa é voluntária e depende do interesse do gestor municipal em aderir à iniciativa por meio do PSE.

A definição das creches que receberão a suplementação alimentar nessa primeira fase do programa levou em consideração àquelas com mais de 95% das crianças com idade entre 6 e 48 meses, municípios da região Norte e Nordeste e creches dos municípios do Sul, Sudeste e Centro-Oeste com mais de 110 crianças na faixa prioritária.

Das 137 creches contempladas em Goiás, 67 iniciaram a fortificação no segundo semestre de 2014. As creches que não iniciaram a implantação da estratégia em 2014 não o fizeram por falta de dias letivos suficientes para realização de um ciclo completo de suplementação. As creches remanescentes estão iniciando a suplementação das crianças com micronutrientes a partir de março de 2015 conforme acordado na 2ª. Oficina de qualificação na Estratégia realizada pela Coordenação de Vigilância Nutricional da Saúde do Estado, em fevereiro de 2015 na SEST/SUS.

Dentro da relação dos munícipios contemplados na região noroeste do estado, somente Araguapaz e Araunã.

Os municípios goianos contemplados com a estratégia foram:

Acreúna, Águas Lindas de Goiás, Alexânia, Alto Horizonte, Anápolis, Aragarças, Araguapaz, Aruanã, Barro Alto, Bom Jesus, Britânia, Buriti Alegre, Cachoeira Alta, Cachoeira Dourada, Caldas Novas, Campo Alegre de Goiás, Campos Belos, Cidade Ocidental, Corumbaíba, Firminópolis, Formosa, Goianésia, Goiânia, Goianira, Hidrolândia, Inhumas, Ipameri, Itaberaí, Itumbiara, Jataí, Jussara, Mara Rosa, Minaçu, Montividiu, Morrinhos, Ouvidor, Padre Bernardo, Palestina de Goiás, Piracanjuba, Planaltina, Quirinópolis, Rio Verde, Rubiataba, Santa Bárbara de Goiás, Santa Helena de Goiás, Santo Antônio do Descoberto, São Luís dos Montes Belos, São Miguel do Araguaia, Uruaçu e Vianópolis.

Fonte: Secretaria Estadual de Saúde