Segundo informações, o Juiz da Comarca de Mozarlândia, expediu um liminar obrigado a Empresa Celg à rever, parcelar e a suspender qualquer corte de fornecimento de energia nos municípios de Mozarlândia e Araguapaz.

A empresa também será obrigada a devolver os valores pagamos, que foram emitidos nas faturas dos seus clientes.

Esse problema foi gerado devido a não realização das leituras corretas, entre os períodos de setembro/14 a janeiro/15,  assim muitos dos valores cobrados foram feitos através de média, com isso, após regularização do serviço de leitura, alguns consumidores tiveram algumas surpresas em relação aos valores.

Fonte: Programa Rádio Lider