Foram registrados mais de 130 detenções por crimes eleitorais no Estado de Goiás, onde boa parte dos crismes foram por boca de urna.

Em Goiânia, 16 eleitores foram detidos entre eles um jovem que fotografou o voto na urna eletrônica. Em Itapaci ou jovem foi detido ao realizar um “Selfe” com equipamento.  Em Mozarlândia um homem foi detido após discutir com um mesário da seção.

Em Rio Verde dois homens foram presos distribuido matériais impressos em Mineiros outro um homem foi preso por desrrespeitar a lei preferência que dá direito a idosos e mulheres gestantes na fila de votação.

Em São Luís de Montes Belos, duas pessoas pessoas por compra e venda de voto.