Categoria: Redes Sociais

Gastos do BNDES com publicidade dispararam em meio a escândalos

BNDES gastou 58,82% menos em publicidade em 2017 Pilar Olivares/Reuters O BNDES (Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social) utilizou 39,23% dos recursos destinados para publicidade em 2017 ao longo do mês de abril. O período sucedeu o escândalo da Operação Carne Fraca, que teve como um dos alvos a JBS, empresa beneficiada pelo banco de investimento. O mês com o recorde de repasses para publicidade ainda foi marcado pela Operação Bullish, que colocou o BNDES e a companhia alimentícia na mira da PF (Polícia Federal). Em nota enviada ao R7, o banco afirma que o gasto do mês de abril “não teve nenhuma relação com o noticiário” e foi “ocasionado pela campanha publicitária do Novo Portal do BNDES na Internet”. Veja também BNDES acerta devolução de R$ 130 bilhões ao Tesouro Nacional BNDES corre risco de tomar calote de US$ 2 bilhões BNDES quer impulsionar pequenas empresas BNDES acerta devolução de R$ 130 bilhões ao Tesouro Nacional BNDES corre risco de tomar calote de US$ 2 bilhões BNDES quer impulsionar pequenas empresas De acordo com informações obtidas com exclusividade pelo R7, com base na Lei de Acesso à Informação, o BNDES gastou R$ 9.418.240,24 com propaganda no quarto mês do ano. O valor é 285% superior aos R$ 2.445.445,93 gastos em março — o segundo maior — para a mesma finalidade no ano passado. Curiosamente, o banco de desenvolvimento...

Read More

Mega-Sena promete sortear prêmio de R$ 48 milhões hoje

Prêmio está acumulado Reprodução A Mega-Sena promete sortear o prêmio de R$ 48 milhões no concurso número 2.010 deste sábado (3). O valor é uma estimativa da Caixa Econômica Federal.  Na última edição do prêmio (2.009), sorteado na quarta-feira (31), nenhum apostador cravou os seis números do bilhete. Houve 46 apostas que acertaram a quina, levando R$ 59.350,17. Outras 3.665 acertaram quatro números e faturaram R$ 1.064,16 cada.  Veja os números sorteados no concurso número 2.009: 01 — 37 — 44 — 46 — 48 — 50.  Para concorrer ao prêmio de R$ 48 milhões deste sábado, basta ir a uma casa lotérica e marcar de 6 a 15 números do volante, podendo deixar que o sistema escolha os números para você (Surpresinha) e/ou concorrer com a mesma aposta por 2, 4 ou 8 concursos consecutivos (Teimosinha). Cada jogo de seis números custa R$ 3,50. Quanto mais números marcar, maior o preço da aposta e maiores as chances de faturar o prêmio mais cobiçado do País. Outra opção é o Bolão Caixa, que permite ao apostador fazer apostas em grupo. Basta preencher o campo próprio no volante ou solicitar ao atendente da lotérica. Você também pode comprar cotas de bolões organizados pelas lotéricas. Nesse caso, poderá ser cobrada uma Tarifa de Serviço adicional de até 35% do valor da cota. Na Mega-Sena, os bolões têm preço mínimo de R$...

Read More

Equador inicia votação de plebiscito que pode tirar Corrêa da política

Rafael Corrêa durante discurso em Quito, capital do Equador Reuters Em meio a uma campanha com direito a cenas de violência, o Equador começou a ir às urnas na quinta-feira (1º) para a votação de um plebiscito convocado no ano passado pelo presidente Lenín Moreno. O referendo traz sete perguntas que deverão ser respondidas pelos equatorianos e uma delas pode afetar diretamente a próxima eleição presidencial, em 2021, e o futuro político do ex-presidente Rafael Corrêa. A terceira pergunta do plebiscito pede que a população decida sobre a validade da lei que permite a reeleição de maneira indefinida, aprovada em 2015. Se essa lei for cancelada, Corrêa estará fora da disputa daqui a três anos. Curiosamente, Lenín Moreno foi eleito no ano passado com apoio de Corrêa, e apesar de ambos ainda pertencerem à mesma coalizão, hoje já se tratam como adversários. Na quarta-feira, partidários de Moreno cercaram o prédio de uma rádio na cidade de Qunindé, no norte do Equador, onde o ex-presidente dava uma entrevista ao vivo. O carro de Corrêa foi pintado e coberto de lixo pelos manifestantes. “O governo Lenín Moreno é igualmente responsável, já que empreendeu contra mim uma campanha de difamação e calúnia, em cumplicidade com os meios de comunicação”, disse o ex-presidente equatoriano. No vídeo abaixo, publicado pela deputada Paola Cabezas em seu perfil no Twitter, é possível ver como foi a...

Read More

Medicamento genérico leva até 5 anos para ser liberado pela Anvisa

Genéricos representam um terço das vendas Sérgio Castro/Estadão Conteúdo – 16.05.2007 O tempo médio que medicamentos genéricos ou similares aguardam para ter o registro na Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) e serem vendidos nas farmácias bateu o recorde de 1.741 dias (quatro anos e dez meses) em 2017. Até mesmo aqueles remédios que entram na fila de prioridades levam cerca de 370 dias para a conclusão da análise. Os dados da Anvisa, obtidos pelo R7 por meio da Lei de Acesso à Informação, mostram que o período que os medicamentos aguardam até ser liberados foi o maior desde 2015, ano em que atingiu 1.097 dias (três anos). A reportagem solicitou informações referentes a 2014, mas o órgão afirmou não dispor de “dados estatísticos completos e consistentes” daquele ano. No dia 25 de janeiro, a Anvisa tinha 341 medicamentos genéricos e similares aguardando análise. Constam na lista 92 pedidos de registro feitos entre 2012 e 2013; além de 152 nos anos de 2014 e 2015. Trinta petições apresentadas no ano passado ainda aguardavam desfecho no começo de 2018. A situação era a mesma para outros 49 processos de genéricos e similares de 2016. A agência diz que esses processos mais antigos (de 2008 a 2012) foram substituídos na fila pelas empresas por outras posições e que causam “uma falsa impressão” de que eles permanecem aguardando análise. A lei 13.411/2016...

Read More

ANUNCIE AQUI

Fique Informado

Cadastre seu e-mail para para receber do nosso portal notificações de novos materiais.

Participe!

Você está aprovando a administração do prefeito de Mozarlândia nesse 2º Trimestre?

Resultado

Loading ... Loading ...

Recente