A campanha de vacinação contra a gripe será prorrogada até o dia 3 de junho em Goiás, de acordo com a Secretaria de Estado da Saúde (SES). A medida ocorre após o estado atingir apenas 50,70% da meta do Ministério da Saúde de imunizar 80% do grupo prioritário.

Segundo a secretaria, do dia 4 de abril até esta sexta-feira (22), já foram aplicadas 612.285 doses da vacina. No entanto, dos 246 municípios goianos, apenas 9,76% atingiram a meta. Entre eles estão Bonfinópolis, Santa Bárbara, Itauçu, Anicuns, Avelinópolis, Ouro Verde, Brazabrantes, Santo Antônio de Goiás e Santo Antônio do Descoberto.

Goiânia está entre as cidades que não conseguiram vacinar o grupo prioritário. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, apenas 165 mil pessoas foram vacinadas, o que corresponde a 50,2% do objetivo. Por isso, a campanha também será prorrogada na capital (clique aqui para ver os locais de vacinação), mas a secretaria ainda não deu detalhes sobre até quando haverá a imunização.

Grupos prioritários
A vacina protege contra os diversos vírus da influenza (A, H1N1, H3N2 e B). Devem ser vacinadas crianças de 6 meses a menores de 5 anos, doentes crônicos, idosos com 60 anos ou mais, trabalhadores da saúde, povos indígenas, gestantes, mulheres com até 45 dias após o parto, presos e funcionários do sistema prisional.

A SES destacou que 48,10% das crianças já foram imunizados no estado, 40,38% dos trabalhadores na Saúde, 47,29% das gestantes, 76,16% das mulheres que estão amamentando e 54,93% dos idosos.

De acordo com o Ministério da Saúde, as doses são contraindicadas a pessoas com histórico de reação anafilática em doses anteriores e a quem tem algum tipo de alergia grave à proteína do ovo, uma vez que a dose é produzida em embriões de galinha.

 

Fonte: g1.com/goias