Autor: wraraujo

Negros são sete em cada dez novos empreendedores no Brasil

Maíra e Janete abriram empreendimento há dois anos Arquivo Pessoal Em 2015, dona Janete da Costa, de 60 anos, conseguiu convencer a filha, a designer gráfica Maíra da Costa, de 35 anos, a deixar a Itália, onde morava fazia dois anos, e voltar para o Brasil para criarem juntas o próprio negócio. Mãe e filha abriram um restaurante natural, com opções fitness, vegetarianas, veganas, sem glúten e lactose na zona norte de São Paulo. O alvo era uma clientela acostumada à correria da capital paulista, que luta para manter uma alimentação saudável. A estratégia deu certo. O perfil de dona Janete e Maíra se encaixa no atual momento do empreendedorismo no Brasil: mulheres e negras. De acordo com os dados da pesquisa GEM 2016 (G562 Global Entrepreneurship Monitor), do Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas), sete em cada dez novos negócios são criados pela população negra do País. A pesquisa aponta que 54,4% dos empreendedores iniciais são pardos e 14,3% são pretos, totalizando, assim, 68,7% de negros — dado relevante na data em que se comemora o Dia da Consciência Negra. Os brancos representam 30,5% e os indígenas ou amarelos, 0,8%. Não estamos falando de competência. Infelizmente, no Brasil, a cor acaba pesando Fabiano Nagamatsu, consultor do Sebrae-SP Em entrevista ao R7, Fabiano Nagamatsu, consultor do Sebrae-SP, declara que o número de negros abrindo o...

Read More

Charles Manson morre aos 83 anos

Charles Manson estava internado havia uma semana REUTERS Charles Manson, líder de uma seita que assassinou a atriz Sharon Tate e outras seis pessoas em 1969, morreu aos 83 anos neste domingo (19). A informação é da CBS Los Angeles. Ele estava internado em um hospital de Bakersfield, na Califórnia, havia uma semana.  Manson, um dos mais famosos assassinos dos EUA, estava preso havia mais de 40 anos e tinha sido condenado à pena de morte. No entanto, a condenação foi comutada para prisão perpétua após o estado banir esse tipo de condenação, em 1972. O norte-americano, que tem uma suástica tatuada na testa, era uma espécie de “líder espiritual” de um grupo que contava com mais quatro seguidores. Todos foram condenados em 1971 pelo assassinado de Tate, esposa do cineasta Roman Polanski e grávida de oito meses, e de quatro amigos dela. O episódio ficou conhecido no país como a “Chacina de Bel Air”.  Pouco tempo depois, o grupo matou o empresário Leno Labianca e sua esposa. Em 2012, a defesa de Manson fez um pedido à Justiça para que ele obtivesse a liberdade, mas o pedido foi negado. Fonte:...

Read More

Informalidade em alta limita o crédito bancário ao brasileiro

Crédito para quem não tem holerite é mais difícil Itaci Batista/Estadão Conteúdo – 13.10.2012 A concessão de empréstimos bancários ficou menos acessível para cerca de 1,64 milhão de pessoas, que passaram a trabalhar na informalidade, por conta própria ou em um emprego sem carteira assinada no último ano. Todos têm em comum um agravante: não ter mais o holerite para comprovar a renda mensal. Cinco dicas para usar restituição do imposto de renda Nos bancos, a avaliação de risco, na hora de conceder um empréstimo, é diferente se o trabalhador não tem holerite para comprovar a sua capacidade de honrar a dívida. Em outras palavras, fica mais difícil sair o crédito. “Uma das formas utilizadas para isso é conhecer a capacidade de pagamento do tomador de crédito e seu histórico no mercado de crédito”, explica Flávio Calife, economista da Boa Vista SCPC. “Se tem ou já teve seu nome negativado, se possui renda suficiente para o pagamento das parcelas do financiamento, entre outras coisas”, diz. “Um trabalhador informal, em geral, tem menos condições de comprovar a sua capacidade de pagar, já que dificilmente tem comprovantes do recebimento de seus serviços, ao contrário de um trabalhador formal que costuma ter um holerite para comprovar sua renda”, completa.  Nos últimos três anos, cerca de 3,4 milhões de trabalhadores deixaram de ter carteira assinada. No mesmo período, segundo o Banco Central, a...

Read More

Chuva derruba o muro do Cemitério do Araçá

O forte temporal que caiu na capital paulista na noite deste sábado (18) derrubou o muro do Cemitério do Araçá, no Pacaembu, zona oeste de São Paulo. A parte que desabou tem cerca de 25 metros de extensão. O muro destruído pela força da enxurrada fica na parte de trás do cemitério, na rua Monsenhor Alberto Pequeno. Segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), a via está totalmente interditada para o trânsito. Essa não foi a primeira vez que o Cemitério do Araçá teve problemas em decorrência de um temporal. O mesmo muro caiu na manhã do dia 17 de maio do ano passado, um dia depois que uma forte chuva castigou a cidade. Na ocasião, a água da chuva também arrastou 60 urnas de ossadas do cemitério para a rua. Veja abaixo a matéria que foi exibida no SP no Ar em maio de 2016:   Fonte:...

Read More

ANUNCIE AQUI

Fique Informado

Cadastre seu e-mail para para receber do nosso portal notificações de novos materiais.

Participe!

Você está aprovando a administração do prefeito de Mozarlândia nesse 2º Trimestre?

Resultado

Loading ... Loading ...